R. Barão de Itaqui, 425 | Porto Alegre - RS
51 3239-4135
contato@genergiabrasil.com.br

O que gera uma crise hídrica?

Created with Sketch.

O que gera uma crise hídrica?

Atualmente, grande parte das atividades depende de energia elétrica para correto funcionamento, o que acarreta altos consumos diários e na necessidade de muita oferta. Porém, o Brasil frequentemente passa por crises hídrica e não consegue suprir a demanda de energia. Mas você sabe por que isso acontece e o que é uma crise hídrica?

Leia este artigo e descubra, a partir de agora, o que é crise hídrica, quais são os principais motivos que levam a isso e conheça uma solução para esse problema. Boa leitura!

 

O que é uma crise hídrica ?

Para entender o que é crise elétrica é preciso saber que no Brasil mais de 60% da energia elétrica gerada é através das hidrelétricas. As hidrelétricas funcionam com grandes turbinas que giram com a força da água, transformando energia mecânica em elétrica.

 

Diante disso, o fator crucial para esse método de geração é o acúmulo de água nos reservatórios, pois somente a força da água consegue impulsionar as turbinas desse sistema.

 

Ocorre que, a frequência e intensidade das chuvas em muitas regiões do país não estão sendo suficientes para o abastecimento dos reservatórios, implicando na redução da quantidade de energia gerada.

 

Se a quantidade de energia gerada é menor, a capacidade de fornecimento e de abastecimento consequentemente também é menor, o que já é visto em todas as regiões do país e leva o nome de crise hídrica.

 

Isso acontece em razão das mudanças climáticas que estão ocorrendo em todo o planeta. Como exemplo, o desmatamento de grandes áreas na Floresta Amazônica e outras regiões, é um dos fatores que implica na falta de chuva.

 

As florestas têm a capacidade de acumular e armazenar umidade, o que se chama de rios voadores. Essa umidade é essencial para que a chuva ocorra e não apenas na região logo acima da floresta, mas em outras diversas regiões a quilômetros de distância, pois o meio ambiente é todo interligado.

 

Diante disso, quando acontece o desmatamento em determinada região, não é apenas aquela região que é afetada. O equilíbrio do ecossistema todo é alterado, gerando grandes problemas até mesmo com consequências fora do território do país.

 

Isso porque, com o desmatamento a umidade não acontece e as chuvas são prejudicadas, o que é um dos principais fatores que implica na falta de água nos reservatórios das hidrelétricas brasileiras, gerando uma crise elétrica recorrente e que não tem previsão de terminar.

 

A crise, em períodos de seca e de maior agravamento, faz com que ocorra o desabastecimento e interrupções de energia, o que gera grandes prejuízos financeiros ao setor industrial, bem como muitos transtornos e prejuízos a outros setores, inclusive para a população em geral que fica desabastecida nas residências.

 

Mudanças de hábitos

 

Agora que você já conhece um pouco mais sobre o que é uma crise hídrica e como ela acontece, deve estar se questionamento como resolver essa situação. Para isso, entender sobre outras fontes de energia e sobre mudanças de hábitos, é importante.

 

O Brasil utiliza, além da energia hidrelétrica, a energia eólica, que é gerada pelo vento, além de energias geradas por petróleo, carvão, gás natural, entre outras. No entanto, elas são em pequena proporção, e não conseguem suprir as necessidades das grandes populações.

 

Uma das opções mais sustentáveis existentes atualmente é a energia solar, que também existe no Brasil, mas é pouco explorada. A energia solar utiliza placas especiais que captam os raios emitidos pelo sol e transformam em energia elétrica limpa para ser utilizada normalmente.

 

Entretanto, essa energia existe apenas em escala pequena, pois ela é gerada no próprio local de consumo com a instalação dos equipamentos necessários. Diferentemente das outras energias que são geradas em grande escala e distribuídas por redes e cabos.

 

Com isso, ainda não existe a distribuição em larga escala, o que seria uma grande saída para a crise hídrica. Porém, para que a crise hídrica tenha solução, de fato, mudanças de hábitos são necessárias, principalmente para reverter mudanças climáticas. Existem atitudes que podem ser tomadas no dia a dia para tentar minimizar o impacto da crise hídrica, como é o caso da diminuição de consumo em horários de pico, retirar aparelhos das tomadas e investir em fontes alternativas de energia.

 

Veja como ter a solução para o problema

 

Como visto acima, mudanças de hábitos precisam acontecer e dentro disso, algumas soluções imediatas podem ser utilizadas, como o uso de geradores de energia, que é uma alternativa viável e prática.

 

Isso porque, o grande problema da crise da eletricidade é o impacto gerado à população. Empresas e indústrias ficam sem eletricidade por períodos consideráveis, residências ficam desabastecidas, comércios e até mesmo serviços essenciais como hospitais, bombeiros e polícia podem sofrer com o desabastecimento.

 

Diante disso, é preciso contar com uma solução imediata enquanto as causas do problema são tratadas. Assim, o uso de geradores é uma solução que oferece maior segurança, pois nos momentos de interrupção do fornecimento de energia, os geradores conseguem suprir a demanda e permitem que os locais citados acima desenvolvam suas atividades normalmente.

 

Com isso, hospitais não correm risco de desabastecimento, empresas não têm perdas de produtividade e residências não sofrem no desempenho das atividades cotidianas sem energia.

 

Ademais, existem opções de geradores para diversos usos, tanto residencial, quanto industrial. O que muda é a capacidade de geração, o que deve ser proporcional com a necessidade de cada caso.

 

Portanto, no momento atual em que cada vez mais a crise no segmento elétrico se agrava, é essencial estar prevenido e ter a solução imediata para o problema, afinal de contas, ficar sem luz não é uma opção para a rotina residencial, bem como para a produtividade industrial e economia do país.

 

Conheça as opções de equipamentos que podem suprir sua necessidade e evitar o desabastecimento elétrico. Acesse e encontre o gerador ideal para você!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *